Como Desenvolver um E-learning Chato: Um Guia Inverso para a Excelência em E-learning

Pode parecer um título curioso para um artigo, mas, espere um momento antes de tirar suas conclusões. O propósito aqui não é encorajar a criação de conteúdos de e-learning chatos, pelo contrário. Neste artigo, vamos explorar alguns dos erros mais comuns em e-learning que tornam os cursos on-line menos envolventes, ineficazes e, de fato, “chatos”. 

Vamos, então, abordar como evitá-los para garantir um e-learning envolvente e eficaz.

1. Conteúdo Irrelevante ou Desatualizado

Quer desenvolver um e-learning chato? Então, a primeira coisa a fazer é oferecer conteúdo irrelevante ou desatualizado aos seus alunos. Se eles não veem valor no que estão aprendendo, se o conteúdo parece desatualizado ou irrelevante para suas carreiras ou interesses, então é provável que percam o interesse rapidamente.

A solução? Faça um esforço consciente para atualizar regularmente o conteúdo do seu curso… que tal anotar na agenda uma conversa semestral ou anual com o especialista para tratar desse tema? Assegure-se de que o conteúdo do curso seja relevante para os alunos e esteja alinhado com seus objetivos de aprendizagem.

2. Falta de Interatividade

Outra maneira infalível de tornar o seu e-learning chato é eliminar completamente a interatividade. Sem oportunidades para o aluno se envolver ativamente com o conteúdo, o e-learning pode rapidamente se transformar numa série interminável de slides de texto ou vídeos longos.

A solução? Integre elementos interativos ao seu curso. Pense em quizzes, fóruns de discussão, simulações e outras atividades que requerem a participação ativa dos alunos. Isso não apenas torna o aprendizado mais interessante, mas também ajuda os alunos a reterem melhor a informação.

3. Ausência de Feedback

O terceiro ingrediente para um e-learning chato é a ausência de feedback. Se os alunos não recebem qualquer feedback sobre seu desempenho ou progresso, podem se sentir desmotivados e incertos sobre como estão se saindo.

A solução? Incorpore oportunidades regulares para feedback em seu curso. Isso poderia assumir a forma de avaliação formativa com feedback imediato, comentários de tutores ou até mesmo feedback entre pares em fóruns de discussão.

4. Design Pobre

Se você quiser desenvolver um e-learning chato, ignore completamente o design. Um curso com aparência ruim, difícil de navegar, ou que é visualmente monótono, pode rapidamente desanimar os alunos.

A solução? Invista em um design de alta qualidade para seu curso. Isso significa não apenas torná-lo esteticamente agradável, mas também fácil de navegar e acessível. Aplique princípios de design instrucional e user experience (UX) para criar um curso que seja visualmente atraente e fácil de usar.

5. Navegação Controlada por Tempo de Leitura

Uma prática que certamente torna o e-learning maçante é a navegação controlada por tempo de leitura. Ao determinar arbitrariamente quanto tempo um aluno deve passar em uma página ou módulo, você limita sua autonomia de aprendizado e cria uma experiência frustrante. Os alunos têm ritmos diferentes de aprendizado, e algumas pessoas podem precisar de mais ou menos tempo para absorver o material do que outras.

A solução? Evite travar a navegação do seu curso com base no tempo. Em vez disso, permita que os alunos avancem no curso no seu próprio ritmo. Isso pode parecer desafiador do ponto de vista do design instrucional, mas pode melhorar significativamente a experiência do aluno e levar a melhores resultados de aprendizagem.

6. Cliques Excessivos ou Sem Sentido

Adicionar uma quantidade excessiva de cliques ou exigir interações sem sentido é outra forma eficaz de tornar um e-learning chato e frustrante. Se um aluno precisa clicar várias vezes para avançar uma única tela ou se as interações parecem não agregar valor à experiência de aprendizado, isso pode resultar em frustração e falta de engajamento. Além disso, pode fazer com que o aluno sinta que está perdendo tempo, em vez de aprender algo útil.

A solução? Ao projetar a interatividade no seu curso, certifique-se de que cada clique ou interação tem um propósito claro e acrescenta valor à experiência de aprendizado. Evite a tentação de adicionar interatividade apenas por causa da interatividade. Em vez disso, use-a para reforçar os pontos-chave, proporcionar oportunidades para prática e feedback ou aumentar o envolvimento com o conteúdo.

7. Ausência de Personalização

O sétimo e último ingrediente para um e-learning chato é a falta de personalização. Quando um curso é construído como uma solução única para todos, é difícil atender às necessidades e preferências individuais dos alunos. Isso pode fazer com que alguns alunos se sintam alienados ou pouco atendidos, levando a uma experiência de aprendizado menos envolvente.

A solução? Sempre que possível, introduza elementos de personalização no seu e-learning. Isso pode variar desde permitir que os alunos escolham a ordem em que completam os módulos, até a implementação de trilhas de aprendizagem personalizadas baseadas em seus conhecimentos prévios, objetivos de aprendizagem ou estilos de aprendizagem. Essa personalização não apenas aumenta o engajamento, mas também ajuda os alunos a se sentirem mais conectados e valorizados, o que, por sua vez, pode levar a melhores resultados de aprendizagem.

Conclusão

Ao evitar esses sete erros comuns, você poderá criar um e-learning atraente e eficaz, que mantenha seus alunos engajados e os ajude a atingir seus objetivos de aprendizagem. Lembre-se, o e-learning deve ser uma experiência envolvente e significativa, que respeite o ritmo de aprendizado do aluno, sua autonomia e suas preferências individuais. Lembre-se de que cada aluno é único e traz consigo diferentes conjuntos de habilidades, experiências e expectativas. Ao projetar um curso, é importante considerar todas essas variáveis para criar um ambiente de aprendizado eficaz e atraente.

O bom design instrucional não acontece por acaso, requer uma compreensão profunda dos princípios de aprendizado, dos alunos e do conteúdo em si. Mas, acima de tudo, requer a vontade de evitar a criação de um e-learning chato.

Com um design instrucional cuidadoso e atenção aos detalhes, você pode garantir que seu e-learning seja tudo, menos chato. Quer saber mais sobre como construir soluções de treinamento online que sejam interessantes e agreguem resultado – para você, para o aluno e para o negócio? Venha para a Comunidade DI em Ação.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 2 =